Anuncios

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Site do projeto Linux Mint é Hackeado



Olá pessoal, tudo bem?

Sei que é muito difícil o que vou dizer, mas é verdade.
O site do projeto Linux Mint foi invadido por hackers no último final de semana e versões comprometidas do sistema estavam sendo disponibilizadas.

Nessa versão comprometida disponibilizada como oficial, existem diversas brechas de segurança permitindo que o sistema seja controlado e acessado remotamente por pessoas mal intencionadas.

Os responsáveis pelo Blog Mint logo perceberam e retificaram essa questão. Para quem baixou a imagem comprometida no Sábado (20) o blog Mint recomenda um novo download e a reinstalação do sistema.

Sabe-se pelo menos que as cópias que foram modificadas fazem conexão com o site absentvodka, mais precisamente com um endereço da Bulgária.

Nota do Blog Mint:

“O que não sabemos é a motivação por trás desse ataque. Se mais esforços forem feitos para atacar nosso projeto e se o objetivo é nos machucar, vamos entrar em contato com as autoridades e empresas de segurança para confrontar os responsáveis”.

Após todo esse acontecimento e o site ter ficado fora para investigação e melhor apuração, o site do projeto já está no ar e funcionando normalmente.


Não é por ser um site de linux que vou falar  isso, mas por que fazer isso com um projeto sério? Um projeto que tende mais ajudar as pessoas do que atrapalhar?
Enfim, a questão que gostaria de deixar bem claro aqui é que o site foi comprometido, não a integridade do sistema Linux em si.
As cópias que foram disponibilizadas que estavam com conteúdo vulnerável não quer dizer que o Mint seja assim. Essa imagem foi pensada e customizada por alguém ou por algum grupo de pessoas que sabia muito bem o que queriam fazer.

Abs e boa noite.



segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Revolution OS - Documentário sobre Linux

Olá pessoal, tudo bem?

Navegando pelo Youtube esses dias, de acordo com as pesquisas que estava fazendo recebi como vídeos relacionados o seguinte vídeo:

"Revolution OS" ...



Para quem não se lembra ou nunca ouviu falar, é um documentário que fala do Linux, do surgimento, um pouco da filosofia e ideologia com entrevista de nomes como Linus Torvalds, Jon Maddog Hall, Richard Stallman... Dentre outros.

Estou colocando o vídeo abaixo para quem tiver interesse de assistir e conhecer um pouco mais desses feras que no passado deram inicio para nossa alegria de hoje =) ... Linux forever!!!



Este está com audio original e lengendas em Português!!!...
Bom documentário à todos.

Abraços e até a próxima.

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Linux - Gravando seu desktop

Olá pessoal, tudo bem?

A dica de hoje é para quem quer gravar seus próprios vídeos, tutoriaos, vídeo-aulas, etc, à partir de seu notebook/desktop com Linux.

Isso mesmo, estou usando o pinguim novamente :)



Bom vamos lá...

O software que iremos utilizar é o Simple Screen Recorder.

Vamos a instalação do Simple Screen Recorder no Ubuntu 15.10

Adicionando o repositório no Ubuntu:

sudo add-apt-repository ppa:maarten-baert/simplescreenrecorder

Quando terminar de adicionar o repositório será necessário dar um Enter.

Atualizando a lista de pacotes:

sudo apt-get update

E por fim, instalando o SSR:

sudo apt-get install simplescreenrecorder

E para quem utiliza o Ubuntu na versão 64 bits, é necessário instalar a lib abaixo para funcionar corretamente:

sudo apt-get install simplescreenrecorder-lib:i386

E pronto, pode começar a gravar seu desktop de forma livre!!! (Sem trocadilhos ok? rsrs)

Abaixo estão alguns prints das telas de configuração:








Conforme o último print mostra, é possível fazermos um teste para ter uma ideia de como ficará a área de gravação antes de já apertar o Record.

E é isso pessoal.
Bora gravar nossos tutoriais e vídeo aulas.

Abraço e até a próxima.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Chrome - Letras tremidas



Olá pessoal.

Recentemente tive problemas com meu notebook (modelo Lenovo Yoga 500) rodando Windows 10 (já pré-instalado).

Acontece que fiz todos os ajustes e configurações, ajustei o tamanho das fontes, os ícones, barra de tarefas, etc... Toda aquela parafernalha de perfumaria rsrs.

O problema era que quando estava navegando pelos sites utilizando o Chrome, as letras estavam bem tremidas.
Parecia alguma falha no driver de vídeo.

Pois bem, eu até tentei atualizar os drivers, Windows e não é que não deu certo...

Pesquisando um pouco, encontrei a seguinte solução:


No Chrome, clique em Personalizar e Controlar o Google Chrome - Mais Ferrramentas - Codificação - Detecção Automática.

Com isso, as letras no Chrome vão ficar sem aquela sensação toda tremida.

Abraço!

Linux - Renomeando interface de rede



Bom dia pessoal, tudo bem?

É indiscutível a praticidade e agilidade que temos hoje na infraestrutura de TI utilizando ambiente virtualizado.
Podemos alocar e remover recursos de forme online na maioria das vezes, podemos adicionar periféricos de acordo com a necessidade, seja um novo disco, uma interface de rede, etc.

Recentemente tive um problema onde ao criar um template de servidores virtuais Linux com Red  Hat, a interface inicial que eu havia configurado era eth0, mas como possuo um sistema automatizado para criação de VM´s e este por sua vez usa os templates, nem sempre tenho no blueprint a informação correta de qual port group/vlan deve ser selecionado para a interface de rede, com isso tenho que corrigir essa parte depois que o servidor é criado.

O problema é que como já existia antes uma configuração, ao alterar ou adicionar outra interface, sempre é gerado um novo arquivo de configuração para a interface de rede, como eth1.

A questão é que não adianta apenas renomear esse arquivo.

Abaixo segue o passo-a-passo de como corrigir e utilizar a interface eth0.

1. Vamos alterar o conteúdo do arquivo ifcfg-ethX (no meu caso eu gosto de deixar como eth0):
- Para isso vamos renomear o arquivo com o comando mv /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth1 /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth0
- Alterar ou apagar o endereço mac address da placa (no meu caso estava sempre aparecendo o antigo): vi /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eth0, apagar a linha HWADDR

2. Remove o arquivo 70-persistent-net.rules:
- rm /etc/udev/rules.d/70-persistent-net.rules

3. Remover o módulo do Kernel para responsável pela interface de rede que vamos remover:
- ethtool -i eth1 | awk /driver:/{print\$2}
e1000e
rmmod e1000e

4. Fazer o reload dos novos módulos com o comando:
- modprobe

5. Realizar o restart do serviço de rede:
- service network restart

Em último caso, ou se achar mais fácil, pode realizar um reboot do servidor que também resolve.

Espero que essa dica seja útil.
Abraço!